terça-feira, junho 14, 2005

A Verdade

(fala baixo...!)

o músico gaúcho Nei Lisboa fechou o ângulo melhor do que ninguém até agora...
“apenas para efeito comparativo, lembremos que, em meados de 1997, o voto favorável de um deputado a emenda da reeleição presidencial esteve cotado em R$ 200 mil , ou, em valores atualizados pela inflação do período, cerca de doze vezes um mensalão de janeiro de 2005... Elas por elas, temos aqui praticamente o mesmo grau de perversão negociado pelo mesmo valor, além de uma prova inconteste da estabilidade de nossas instituições...se depender do tráfico de favores entre o Executivo e o Legislativo.”
Chega !!...

ou seja, 10 anos após a reeleição de FHC até a instituição da mesada na Ponte Aérea Planalto - Congresso da República o valor da corrupção está estabilizado !! pelo preço do dia um Deputado Federal na compra está valendo R$ 30 mil... uff...!!!

já que não vai haver pressão inflacionária sobre a taxa selic, o Comitê de Política Monetária deve finalmente interromper a seqüência de aumentos, hoje poli-insaturada em 19,75%.

mas, sempre tem um mas, a medida de baixar ou manter os juros poderá ser lida como uma maquiagem na imagem do governo, abalada pela crise política, o que anda borrando sua reputação...e aí o mercado pode não digerir bem e a azedar os índices da bolsa.

a Verdade é uma só, prosperidade para todos. só que pelo jeito ninguém quer deduzir do IR. e não há uma única propriedade rural desde a fazenda dos pais do Ibsen Pinheiro até a dos pais do tesoureiro mais famoso do país, Delúbio Soares, que não tenha se descoberto sub-faturada.

enquanto o genérico programa de combate virtual Fome Zero serviu para gastar rios de dinheiro público com propaganda (enganosa óbvio), o original no qual se valeram da experiência e credibilidade, a Pastoral da Criança, criada pela CNBB e confiada à Dra. Zilda Arns Neumann e ao Arcebispo Dom Geraldo Majella Agnelo, mantinha o foco com absurdos R$ 2,00/por criança, salvando da desnutrição recém nascidos, crianças carentes e suas famílias. indo além, educando para a vida. fazendo a diferença para a integração social.

Até o G8 se emendou e aponta com a perspectiva de um processo de globalização menos excludente, para limitar a crise sistêmica em que estão mergulhados os países africanos. Numa decisão histórica, envolveu vários países com possibilidade de ampliar a muitos outros, abre num gesto de boa vontade, o caminho para que a globalização seja mais humana.
práticos, sabem de ante-mão que ou fazem isto ou continuam enfrentado a peregrinação da massa sub-desenvolvida aos paises ricos do planeta.

o senador paulista Eduardo Suplicy mostrou o que é ter reserva moral. quem é que tem peito de encarar ele no PT agora?
neste escândalo nos Correios, que não passa de uma frente fria antes do calor das eleições, as desavenças comerciais nas licitações determinou a gravação e divulgação das imagens do esquemão. ainda segundo a PF, a chinelagem brigou mesmo foi por ficar de fora do bolo.

eu digo, cuide bem de seu filho porque senão um sem-vergonha cuida.

na onda das extorsões verbais no caso dos Correios e no Instituto de Resseguros, até a autêntica esquerda revolucionária ficou aparvalhada com tanta mediocridade. o jornalista Flávio Tavares diz que ao contrário dos acirrados combates politizados nos anos 50, o que se vê exteriorizado hoje não são diferenças ideológicas, de idéias ou de posições, nem há ao menos uma luta entre adversários, mas desavenças entre cúmplices. veja você...

seja como for, pobre de nós que estamos condenados a ter que compartilha-la mais adiante.


e aqui nesta terra que só tem santo, Olívio Dutra, o astro pop local indicado para a a sucessão só não está respondendo a processo por que recebeu uma blindagem extra de ministro. já o menor Diógenes acusado pelo MP estadual a partir da CPI de Segurança Pública realizada em 2001 na Assembléia Legislativa foi absolvido. O detalhe vem no pronunciamento da juíza da 7ª Vara Criminal de Porto Alegre “ não se nega a possibilidade de falsidade de algumas das declarações constantes nos documentos anunciados na denúncia, mas isso só não basta. Como é sabido, no processo penal, a condenação só emerge da certeza. Simples probabilidade de participação no evento criminoso não é suficiente” deu uma aula a juíza.

a juíza não desconhece a possibilidade de existência de falsidade, apenas não admitiu que as provas fossem conclusivas. para o relator da CPI, o deputado federal Vieira da Cunha, “existe, sim, a certeza da falsidade ideológica. não só pelos fatos isolados, mas pelo conjunto das provas”. tá bem, mas e pro leigos e burros que nem eu como é que fica a coisa feita agora...?

parece que cada um se resguarda em sua razão, a juíza, o ministério público, os membros do executivo à época, os deputados, os filiados dos partidos envolvidos contra ou a favor, o sujeito de bandeirinha nas esquinas nos dias de eleição, a imprensa, a dona de casa que faz ginástica nas contas, o cidadão simplório, humilde que acredita que o sujeito que aparece na televisão fala a verdade, o estudante que perde aos poucos esperança na mudança e, até o sujeito que vê esta notícia, como eu, e se manifesta, como eu estou fazendo agora.

A pergunta não é com quem está a razão. Todos têm suas razões. Legítimas.
A única questão que interessa é: aonde está a verdade dos fatos ?

só ela nos nós libertará dos esquemas e falcatruas futuros.
Só ela vai nos redime da culpa do comodismo que nos imobiliza e que nos faz aceitar a convivência, não conivência, com a truculência dos larápios e desonestos.

queria ouvir agora aqueles gritos de luta contra a corrupção e contra tudo que está aí.

Um comentário:

Cristina disse...

Muito triste e verdadeiro seu artigo. é um grave e importante momento, Histórico! a luzsobre tantos estratagemas vis, egoistas, pobres mentes. Importante estarmos VIVOs e Ativos! Jorge, vc esta fazendo a sua parte!