sábado, março 26, 2005

Ela ama a febre disco

Eu também.
e também amo as mulheres sensíveis,
as de coração nobre e as perspicazes.
e quando faltam certezas e inspirações apaixonantes,
vem aquele tom de pele que para tudo, cancela texto, deleta mensagens subliminares e conclui aqueles absurdos eternos que nem duram dias...
As paulistas e cariocas podem então ser as faces da mesma moeda.
E eu queria mesmo era agradecer a visita feito pura simpatia.
dizer também que estive fora uns dias. a onda diferente era o aniversário de 15 anos de minha filha.puxa... dizer o que? desta vez não sei como...
fazia aniversário que pedia uma festa. não queria ser mais uma debutante, nem ganhar viagens e onde eu iria me meter se não fosse o que ela pedisse.
A festa foi perfeita. E aí nisso acabei descobrindo o real significado de perfeição, que é quando as coisas são simplesmente o ser.
nem mais nem mas. nem menos nem se. tudo muito bom quando se consegue fazer o sonho virar realidade. e coordenar coisas para que elas possam vir a acontecer. deixar que as pessoas façam o que está nelas fazer. enfim, colaborar com o destino para que ele aconteça, para que aconteça o que tiver que acontecer.
e aí a gente sente que faz parte do universo.
então que vem aquela sensação que se costuma chamar felicidade.

2 comentários:

Pequena disse...

Olá! Peguei teu comentário de novo e vi que ele é parte de um texto que está no seu blog. Que surpresa...! Parabéns pela sua filha! Festa de 15 anos a gente nunca esquece, é pura alegria, que bom que você participou disso com ela.
Agora, me explica uma coisa, porque você tem mais de um blog? São divididos por temas? Pequena

Anônimo disse...

apague esta putaria daqui!!!! ass: flopi